ptafzh-TWnlenfrdeelitjaltruessv

 

Caros associados, amigos e simpatizantes da APEM,

 

No passado dia 16 de fevereiro decorreu no Clube de Sargentos da Armada, no Feijó, mais uma eleição para os órgãos sociais da nossa Associação, conforme convocatória pública.

Foi com satisfação que vi eleita a lista que encabecei, assumindo assim um novo compromisso para os próximos 2 anos de trabalho. Trata-se de um projeto sustentado, alicerçado em pessoas já ligadas ao percurso da APEM e que, num esfoço de renovação, apresenta caras novas, com ideias e vontade de contribuir para o desenvolvimento da enfermagem militar.

Num período conturbado em que a enfermagem e a instituição militar se encontram ambas na linha da frente do escrutínio da sociedade civil, assumimos um programa ambicioso que pretende consolidar e levar mais além o trabalho realizado nos mandatos anteriores, relevando o papel da enfermagem militar e os seus contributos particulares para o desenvolvimento da profissão, em todas as suas dimensões.

O plano de atividades para o biénio vindouro centra-se em três pilares essenciais, crescimento sustentado da Associação, diversificação das atividades sociais e culturais desenvolvidas e aumento da produção e qualidade do conhecimento técnico-científico produzido.

O primeiro pilar é focado no estreitamento das relações com os associados, pedra basilar da organização, reconhecendo e retribuindo o apoio prestado pelos mesmos.

O segundo pilar será consubstanciado na organização de eventos periódicos, centrados na enfermagem militar mas focados na vertente social e cultural.

O terceiro pilar consistirá na consolidação da publicação periódica de conteúdos digitais e na organização de eventos de cariz académico e técnico-científico que culminará com o III Encontro Internacional de Enfermagem Militar, em outubro de 2020, no qual contamos com a presença de todos.

Quero terminar esta mensagem reiterando a todos a minha dedicação pessoal e a da equipa que integro a este projeto, deixando desde já a porta aberta a todos os que connosco queiram colaborar na construção e desenvolvimento da enfermagem militar portuguesa. Ao contrário do que se possa pensar, muito há a fazer e os próximos tempos apresentarão certamente novos desafios! Com a participação de todos, certamente serão ultrapassados!

 

Os meus cumprimentos a todos,

 

José Vilhena

Presidente da Direção

 

 

Go to top